Adenomiose

12/06/2012 15:05

Adenomiose ocorre quando células do revestimento do útero (endométrio) crescem na parede muscular do útero, onde não ocorreria normalmente.

Quando o endométrio descama no período menstrual, essas células na parede muscular do útero também sangram formando um acumulo de sangue, isso gera uma irritação no local, em resposta a essa irritação cria-se um tecido fibroso.

A adenomiose pode aparecer de duas formas, sendo que essas duas formas podem coexistir.

* Adenomiose Focal: Acontece quando há a formação do chamado adenomioma, uma massa localizada dentro do miométrio (parede muscular uterina), muitas vezes confundido com mioma nos exames de imagem. 

* Adenomiose Difusa: Acontece quando grande parte ou todo útero é afetado, provocando o aumento do órgão. 

 

Sintomas 

A adenomiose pode não causar sintomas, mas quando existem eles podem ser: 

* Aumento do útero - pode ser generalizado como um útero grande ou um aumento localizado como tumores. 

* Dor pélvica e cólica - mais comum durante a menstruação, porém podem ocorrer em outro momento do ciclo. 

* Sangramento menstrual anormal - podendo ser de fluxo intenso ou uma menstruação prolongada, presença de coágulos. Com o avanço da doença podem ocorrer sangramentos em qualquer período do ciclo. 

 

Diagnóstico 
Frequentemente a adenomiose é um achado acidental sem suspeitas clinicas. No entanto a Ressonância Magnética tem se mostrado uma fonte eficaz de diagnóstico, capaz de identificar a presença e a extensão da adenomiose. A ultrassonografia de alta resolução, realizada por profissional experiente, também fornece um diagnóstico preciso.

 

Tratamento 
Todo tratamento medicamentoso para adenomiose é temporário e utilizado para aliviar os sintomas, após interrupção do tratamento os sintomas tendem a voltar.

* Utilização de agonistas GNRH (ver mais no post sobre zoladex) que induz uma menopausa temporária e consequentemente alívio dos sintomas.  

* Anticoncepcionais de uso contínuos/DIU Mirena, ajuda a aliviar a dor e o sangramento. 

O único tratamento realmente eficaz para adenomiose é cirúrgico, quando a adenomiose acontece na forma focal pode ser removido cirurgicamente o adenomioma. Mas nas situações em que grande parte do útero é afetada e há presença de sintomas como dor e sangramento anormal a histerectomia (retirada do útero) pode ser indicada. 

 

Pesquisa e Edição: Lívia Lorenzini Lazarini

Publicação: Endometriose Brasil